quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

DIÁRIO DE UM CÃO



8:00h – Comida de cachorro! Minha favorita!
9:30h – Passeio de carro! Meu favorito!
9:40h – Caminhada no parque! Minha favorita!
10:30h – Ser acariciado e escovado! Meus favoritos!
12:00h – Almoço! Meu favorito!
13:00h – Brincar no jardim! Minha favorita!
15:00h – Perseguir minha cauda! Minha favorita!
17:00h – Ossinhos de carne! Meus favoritos!
19:00h – Jogar bola! Meu favorito!
20:00h – Wow! Assistir TV com os humanos! Meu favorito!
23:00h – Dormir na cama! Meu favorito!




DIÁRIO DE UM GATO


983º dia do meu cativeiro. Meus captores continuam me provocando com pequenos e bizarros objetos balançantes.
Eles comem carne fresca, enquanto os outros detentos e eu somos alimentados pobremente com algum tipo de pepitas secas. Apesar de deixar claro meu desprezo pelas rações, no entanto, eu preciso comer alguma coisa para manter minhas forças.

A única coisa que me faz prosseguir é o meu sonho de escapar. Numa tentativa de enojá-los, eu novamente vomitei no tapete.

Hoje eu decapitei um rato e joguei sua cabeça aos pés deles. Eu tinha esperança de incutir medo em seus corações, já que eu claramente demonstrei o que sou capaz de fazer. No entanto, eles simplesmente fizeram comentários condescendentes sobre que ótimo pequeno caçador eu sou. Bastardos.

Houve algum tipo de reunião de seus cúmplices essa noite.  Eu fui colocado na solitária durante o período do evento. No entanto, eu podia ouvir o barulho e sentir o cheiro da comida. Eu ouvi que o meu confinamento foi devido ao poder da “alergia”. Preciso aprender o que isso significa e como usá-lo a meu favor.

Hoje eu quase obtive sucesso na tentativa de assassinar um dos meus torturadores ondulando em frente aos seus pés enquanto eles andava. Devo tentar novamente amanhã... mas to alto da escada.

Estou convencido de que os outros prisioneiros aqui são fracassados ou delatores. O cachorro recebe privilégios especiais. Ele é regularmente libertado – e parece mais do que satisfeito em voltar. Ele é obviamente retardado.
O pássaro tem que ser um informante. Eu o observo se comunicar com os guardas regularmente. Tenho certeza de que ele relata cada movimento meu. Meus captores conseguiram custódia protegida para ele numa cela elevada, então ele está a salvo. Por enquanto...

Retirado e traduzido de "Things..."

Um comentário:

  1. Cuic, cuic, cuic,... e olhando lá do cantinho, vê-se o gatinho desparafusando o lustre que paira sobre o cachorrinho linguarudo...

    ResponderExcluir